Desde os primórdios da internet que a interface e a estruturação dos websites que a compõem se tem alterado ano após ano. Novas tendências, novos rumos e novos conceitos têm sido criados e muito se alterou no webdesign desde que o primeiro site foi lançado.

Entretanto, chegou o ano de 2018. Como tal, nada melhor que fazermos uma previsão das tendências que vão estar em alta quanto ao design de sites durante este ano.

Não são previsões feitas ao acaso. Foi tido em conta o rumo para onde a internet caminha bem como o constante desenvolvimento de novas tecnologias, softwares e a própria necessidade do utilizador.

 

Interface arrojada mas minimalista

Desde há uns largos anos que as interfaces minimalistas estão constantemente no top das tendências e do que se deve desenhar num website. Mas com o avanço recente da projeção de cores e da iluminação dos monitores, principalmente dos dispositivos móveis, estas interfaces não precisam de ser chatas.

Faça uso de fontes em negrito, arrojadas, que se destaquem. Os internautas atualmente não passam mais de alguns segundos a olhar para uma página, como tal é necessário que comece por lhes captar a atenção desde logo. Ainda assim, não exagere na ousadia. Demasiado ruído irá afugentar logo o seu leitor. Seja impactante mas minimalista, encontre o equilíbrio.

Algo que pode ajudar a conseguir esse meio-termo são as fotografias que estão cada vez mais em alta. Atualmente, com as potentes câmaras dos smartphones, é fácil capturar uma fotografia em excelente qualidade. O utilizador tem-se também interessado cada vez mais por conteúdos deste género e é sempre um género de conteúdo que capta a atenção do leitor, basta ser intrigante. Assim, é uma excelente ideia criar o seu website usando grandes fotografias como fundo.

Conteúdo Interativo

Contacto personalizado com o leitor, por outras palavras. Se há algo que o vulgo utilizador da internet gosta é de se sentir parte de algo maior, que a sua opinião e vontade contam.

Como tal, é boa ideia faze-lo ter essas sensações durante o tempo que visita o seu site. Faça-lhe perguntas que o levem a outras páginas, questionários que o façam obter alguma coisa no fim de acordo com as respostas dadas ou simplesmente conteúdo que dependa da localização e das suas pesquisas da internet para aparecer.

O utilizador vai adorar, vai-se sentir importante e sem dúvida que, tendo este tratamento, vai dar mais atenção ao seu website.

Faça dos dispositivos móveis algo fulcral

Em 2016, de acordo com a plataforma de estatística online, Statista, 43,6% do tráfego online foi gerado por dispositivos móveis.

A verdade é que a importância do webdesign para dispositivos móveis tem aumentado na última década e, como tal, esta não é uma dica propriamente nova. O facto de aqui estar é que continuam a ser muitos os sites não preparados para este tipo de dispositivos, o que acaba por frustrar os seus visitantes e faze-los perder visitas ao longo do tempo.

A própria Google vai alterar os algoritmos da sua indexação de sites para dar mais importância às versões móveis. Por aqui se vê a atenção que deve dar ao design orientado para este tipo de dispositivos. Se não tiver cuidado, a sua página pode desaparecer do top de pesquisas.

Ainda tendo em conta este conselho, recomendamos que comece a fixar elementos vitais para a navegação, como botões e menus, no rodapé do seu website uma vez que o utilizador está habituado a que objetos de interação estejam colocados nesta área em especifico nos dispositivos móveis.

Formatos SVG

Conhece os formatos de imagens .svg? Não? Pois devia conhecer. São atualmente o melhor género de formato no que toca à exportação de imagens para a web.

Porquê? Ao contrário de formatos como o png, gif ou jpg, que são imagens em pixéis, os formatos svg são vetores, o que vai permitir uma maior facilidade e qualidade no redimensionamento das imagens para resoluções de ecrã diferente e o seu tamanho em bytes não difere muito dos formatos tradicionais, o que torna este formato o melhor em 2018 para exportação de imagens para a web.

Este formato pode ser de especial eficiência quando usar imagens animadas tais como logótipos. Este tipo de logos transmite ao utilizador um maior dinamismo no seu website, vai perdurar durante mais tempo na sua memória e consegue explicar melhor qual o conceito que a sua imagem quer passar.

Se quiser remodelar o seu logótipo ou refrescar um pouco aquele que já possui, porque não um animado? Pense nisso.

 

Vídeos de realidade virtual e 360º

Se há algo que tem crescido exponencialmente nos últimos tempos são os vídeos orientados para uma visão de 360º e para a realidade aumentada.

Então porque não levar esta moda para o design de websites? Imagine só as possibilidades que se abrem. Se tiver uma fábrica pode mostrar todo o seu processo de produção através de um vídeo deste género ou pode, por exemplo, mostrar todo o seu conceito e história e dados normalmente menos interessantes para o utilizador através de uma óptima demonstração em realidade aumentada. Atualmente já não é complicado fazer um vídeo deste género, é só pesquisar um bocadinho.

 

Inteligência artificial e Chatbots

De certeza que ultimamente, ao visitar o perfil de Facebook de uma empresa, já teve a experiência desta começar uma conversa consigo. Se não foi através desta aplicação, há alguns sites que já o fazem também diretamente. Pois bem, saiba que não foi ninguém que entrou mesmo em contacto consigo mas sim uma espécie de aplicação que automaticamente envia-lhe determinadas mensagens predefinidas no momento em que entra na página web ou nos seus perfis de Facebook. São os chamados chatbots.

Inicialmente a utilização deste género de software era complexo e induzia muitas vezes o utilizador em erro ou com ainda mais perguntas do que respostas mas, com a evolução da inteligência artificial, as conversas com estes programas tornaram-se mais intuitivas e fluídas.

Em 2018, a previsão é que esta tecnologia continue a evoluir e seja cada vez mais incorporada em websites de modo a facilitar a navegação ao utilizador, sugerindo-lhe por exemplo as páginas a visitar ou o tipo de conteúdo que deve procurar.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here