Marketing de conteúdo é uma prática de marketing que envolve a criação e partilha online de conteúdo (em vídeo, blog e publicações nas redes sociais). Não promove a marca de forma direta, mas tem o propósito de estimular o interesse do público-alvo pelos produtos e serviços da empresa em questão.

Este tipo de marketing é cada vais praticado pelas empresas, tendo se tornado uma tendência estratégica de sucesso nos últimos anos.

Saiba, em 4 passos, como implementar marketing de conteúdo na sua organização:

 

  1. Determine objetivos

Qual é o propósito para a sua empresa ter adoptado uma estratégia de marketing de conteúdo? Criar reputação? Gerar leads? Melhorar níveis de retenção para os atuais clientes?

Todas as estratégias de marketing de conteúdo começam com um objetivo. E como irá medir o sucesso da sua campanha? Com tráfego online? Novos subscritores? Conversões? Partilhas e comentários nas redes sociais? Vendas?

Grande parte das vezes, o objetivo associado ao marketing de conteúdo é a subscrição de newsletter ou outro aspeto capaz de reter um potencial comprador, como o download da versão teste de um software.

Após determinar níveis de conversão, é simples concluir acerca de quantos leitores ou ouvintes é necessário atrair de maneira a atingir o objetivo.

Para aumentar o tráfego no seu blog, site e redes sociais, precisa promover o conteúdo publicado. Procure, por exemplo, ser referido em outros blogs ou ter o seu conteúdo partilhado por influencers.

 

  1. Pesquise e entenda a sua audiência

O próximo passo na construção da sua estratégia de marketing de conteúdo é perceber a quem chegarão as suas publicações.

Conteúdo eficiente não é criado de forma aleatória. Deve construir seu conteúdo dentro de determinado âmbito que, indiretamente, tem potencial para atrair leads. Por exemplo, se quer promover uma empresa que opera na área do turismo, é boa ideia criar conteúdo sobre viagens.

Para definir o seu público-alvo, deve entendê-lo ao nível demográfico e psicológico.

Ao nível demográfico, determine os seguintes aspetos associados ao seu persona: idade, género, localidade, área de trabalho ou ocupação.

Em termos psicológicos, a situação não é tão direta. Deverá entender atributos do seu público-alvo, como valores e interesses.

A aquisição de dados associados ao seu buyer persona pode ser feita através da partilha de inquéritos anónimos, que coletem as informações acima referidas.

  1. Determine que tipo de conteúdo quer produzir

Existe uma grande variedade de opções de conteúdo que pode criar. Reunimos os formatos mais populares:

Blog

O blog devem ser uma extensão do website da empresa (por exemplo, um subdomínio) onde deverá ser publicado com elevada regularidade com o intuito de atrair novos visitantes. Os posts de um blog devem ter conteúdo credível e de valor, devem ser capazes de incentivar os leitores à partilha do que estão a visualizar.

Infográficos

Infográficos são uma forma eficaz de organizar e visualizar dados, de maneira mais atrativa e direta do que as palavras. Correspondem ao formato ideal se está a tentar publicar muita informação e quer que esta seja percebida da forma mais clara possível.

Vídeos

Vídeos são o tipo de conteúdo atualmente mais divulgado nas redes sociais. Apesar de requererem um investimento e know-how superior, são 40 vezes mais prováveis de serem partilhados nas redes sociais comparativamente a outros tipos de conteúdo.

Conteúdo externo

Após ter já começado a publicar regularmente no seu blog e redes sociais, pode ser boa ideia começar a pensar em distribuir o seu conteúdo em outros sites e blogs.

Novamente, para que tal seja possível, certifique-se que o conteúdo criado tem valor e atrai visualizações. Depois, uma boa forma de aumentar a probabilidade de partilha é publicar o seu conteúdo em rede sociais como o Linkedin (cujo alcance orgânico se destaca face às restantes redes sociais).

 

  1. Publique e faça a gestão do seu conteúdo

O seu plano de marketing deve ir para além do tipo de conteúdo que tenciona criar pois deve igualmente considerar como irá organizar as respetivas publicações.

Um calendário editorial é a solução para programar e criar conteúdos de forma equilibrada, incluindo dados importantes como: quem deve ser o responsável pela criação do post, onde deve ser publicado e se se deve associar uma promoção.

O conteúdo construído deve estar em sintonia com eventos agendados que sejam tendência (por exemplo, concertos ou jogos de futebol) ou datas comemorativas (por exemplo, Natal ou Passagem de ano) e que, por isso, captem facilmente a atenção do público. Contudo, ocorrências de última hora que inspirem posts podem surgir. Deve estar atento e criar conteúdo não programado (recorrendo à tática “Growth Hacking”).

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here