Estamos a meio do ano de 2018 e a necessidade dos consumidores por serviços com tecnologia Cloud continua a subir. E rapidamente.

Nos próximos três anos está previsto que se gaste aproximadamente 167 biliões de euros só em tecnologias deste género. Por aqui se vê a cada vez maior importância que este tipo de serviço tem adquirido na atualidade.

Mas o que possui esta tecnologia de especial que faz com que, em pleno ano de 2018, já alguns anos depois desta ter saído para o mercado, se continue a expandir desta forma?

 

Segurança na Cloud

Atualmente já não há razões para duvidar da segurança da Cloud, havendo várias empresas já que não sentem o mínimo de desconforto em utilizá-la.

A diferença ainda existente é que a segurança que as empresas de menor dimensão conseguem assegurar é completamente diferente da entregue pelas líderes de mercado. A Microsoft, por exemplo, planeia investir quase um bilião de euros em segurança informática.

Os provedores de Cloud normalmente dividem também a responsabilidade da segurança com os seus clientes, não conseguindo assim assegurar na totalidade a proteção dos dados na Cloud.

Apesar disto, a tecnologia Cloud é uma solução bastante segura no que toca à segurança.

 

Integração com a Inteligência Artificial

Antigamente palavras confusas para as empresas no passado, atualmente é um dos termos mais usados e que suscitam curiosidade aos CEOs das empresas, sendo o principal predicado da maioria dos projetos informáticos.

Espera-se que a inteligência artificial tenha umcrescimento de 50% durante os próximos três anos. Obviamente, estando também os serviços Cloud a crescer, torna-se natural que eventualmente ambos os serviços se interliguem e a Cloud queira, por exemplo, usar a IA para controlar as suas aplicações.

 

Estrutura com menos servidores

Não havendo a necessidade de existirem tantos servidores físicos, reduz-se também a necessidade de um constante controlo e manutenção destas estruturas.

Isto permite também uma maior facilidade na escalabilidade do tipo de serviço que a Cloud fornece, uma vez que permite às empresas trocarem mais facilmente do tipo de serviço, podendo mudar deste o espaço Cloud a que têm acesso até à velocidade de ligação.

 

Desdobramentos da migração para a Cloud

A migração para a Cloud é uma tendência cada vez maior mas este processo não é assim tão simples, embora não seja também um bicho-de-sete-cabeças.

São precisos, acima de tudo, profissionais qualificados e que saibam o que estão a fazer para que esta migração seja feita de forma segura e sem qualquer perda de dados.

Embora seja um procedimento um pouco moroso numa fase inicial, a longo prazo vai tornar as tarefas informáticas de uma empresa bem mais rápidas, uma vez que poupará tempo, até ali perdido, em tarefas de manutenção e backups aos colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here